domingo, 25 de maio de 2014

Menina do sorriso largo e olhos tristes.


Ah, menina do sorriso largo e olhos tristes, como é engraçado te ver todo o dia respirar fundo e encarar o mundo. Quão estranha és diante de todos e ao mesmo tempo familiar, como se o mundo te abraçasse e enquanto sussurra "sai pra lá". 
Por que tão sozinha, garota? Por que tantos amigos e ao mesmo tempo sem nenhum? Por que tanta auto confiança nesse rostinho de boneca enquanto por dentro desmorona? Por que quer ser sempre de ferro mas por dentro de areia? O que ganhas? Onde queres chegar? Ah, se todos pudessem ver essa tua tristeza profunda por trás desses olhos multicoloridos...
Se desintoxica, querida. Vomita essas palavras, grita pro mundo. Acaba com esse comichão dentro de ti, ri e chora pra ver se essa amargura passa. Corre de olhos fechados, deixa o vento estapear teu rosto, grita pro nada... grita pro tudo! Te limpa de dentro pra fora, te renova, te aceita, te ama. Te ama. 
Vem, já é hora de parar de chorar. Ora, venha. Jogo do contente, pequenina. Lembre-se. Tudo vai ficar bem. Sim, eu sei, nada está bem agora mas vai melhorar. Pense positivo. Respire. Há esperança, certo? É, sei que agora parece não ter... e pra falar a verdade, quase nunca parece ter. Mas tem. Vai ficar tudo bem. 
Fique bem, menina do sorriso largo e olhos tristes. Fique bem. 

2 comentários:

R.K disse...

Você escreve cada vez melhor...

Arley Raphael disse...

Caramba. Que perfeito :)