sábado, 17 de julho de 2010

Sim, elas.



Eu ao tocar aquele colar com os pingentes, me vem em mente todos os momentos ótimos que passei na companhia delas. Elas não eram duas, nem três, nem quatro... eram sete: Uma de um jeito diferente da outra, uma completando a outra. Embora as coisas as vezes pegassem fogo com as brigas, eu nunca quis me distanciar delas. Por que? Por simplesmente não aguento viver sem aquelas doidinhas e mesmo que tentasse, não aguentaria, já que me vejo refletida em cada característica predominante delas.Me completam. Como um organismo, cada uma é importante, todas defendem se uma estiver com problemas. São elas e eu. só elas e eu. O cordão que se mantêm grudado em minha pele por onde vou e fui, tem um poder apaziguador em mim, como se elas tivessem sempre comigo aqui, me mantendo sorridente o tempo todo. Muitos nos criticam, outros nos admiram, mas sinceramente não importa, se uma tiver sempre a outra passaremos por tudo, sempre passamos, sempre. 
-----------------------***-----------------------
Pra elas, as melhores, as minhas melhores: Amanda, Elisa, Paula, Fernanda, Gabrielle, Regiane e Carol. 
Valeu por existirem e me fazerem feliz. Eternas gff's! 

Um comentário:

Casa do Hippie disse...

O Hippie conheceu seu Blog e gostou.
Abraços