sexta-feira, 2 de julho de 2010

Era uma vez uma menina idiota e chorona...



Ela gostava de ler livros, sempre a ajudou, mas principalmente agora, que ler se tornara seu único passa tempo. Ao ler, ela conseguia deixar de ser aquela menina idiota e chorona que estava sendo, ela conseguia escapar dos problemas a sua volta. A trama lhe envolvia, o garoto bruxo que lidava com simplicidade com o mal lhe fazia tremer de medo ao mesmo tempo que lhe fazia sorrir. Embora ela amasse a vida do menino Potter, o livro estava chegando o fim, e ela sabia, mesmo em pensamento longe, que o livro logo acabaria e ela teria que voltar a viver na realidade. Quando as ultimas linhas vinham e a ultima página se virara, o ultimo parágrafo estava terminando, e ela se demorava exageradamente nas ultimas palavras, adiando o ponto final. Incapaz de adiar mais, viu o ponto final deixar seus olhos; ela sorria, pois tudo - como sempre - acabara bem, e ela desejou fervorosa que em sua vida, sua trama, acabasse igualmente perfeita. Com um suspiro pesado, ela fechou o livro e colocou-o ao seu lado sobre o cobertor, ergueu a cabeça, pronta para voltar a sua personagem na vida real e sem magia: Uma menina idiota e chorona.

2 comentários:

Dayane Amaro Costa disse...

Amei o texto e a forma que vocês escreve também, voltarei sempre.

Abraço

Te achei na comu

Comenta também

http://vivenciasobrerodas.blogspot.com/
http://dayaneamarocosta.blogspot.com/

amanda mendes. disse...

que lindo o teto *-* muito bom mesmo parabéns, :}